QUEM É VOCÊ?

Eu tenho o hábito de iniciar textos com perguntas, já reparou? [risos]

E eu escrevo como se eu tivesse conversando, mesmo porque é a minha maneira de botar pra fora tudo aquilo que fervilha na minha cabeça.

Isso é um pouco sobre mim. Coisas que entendi depois de me observar e dar voz às minhas preferências.

E se eu te perguntar: QUEM É VOCÊ?

E não me venha responder com seu nome completo, sua profissão, quem são seus pais/filhos.

Eu quero saber de você. O que existe dentro dessa potência aí.

Bugou né? Eu também buguei a primeira vez que eu precisei me apresentar sem apresentar minhas “titularidades”.

Quem é você quando tiramos tudo isso?

Pensa numa pergunta doída, é essa aí.

E sair da frente do espelho e olhar pra dentro pra enxergar aquilo que acontece dentro da gente, que só a gente vê e sente. E olha, tem coisa que não é bonita de ver não.

Afinal de contas, somos humanos.

E tudo aquilo que acontece nas profundezas, emerge.

Seja o bom, seja o ruim. Uma hora vai vir pra superfície.

E você tem duas opções: lidar ou lidar.

Não é um caminho retinho, uma escada com degraus bem definidos, está mais pra um diagrama de fluidez, em que tem hora que as coisas vão mais rápidas e hora que vão mais lentas. Horas mais turbulentas, horas mais calmas.

Mas você tem que lidar com o que rola aí dentro. Não tem opção.

Sabe aquilo tudo que você guardou debaixo do tapete, no fundo do armário porque tinha preguiça de dar um destino? A hora que ele ressurge, meu amô,  bagulho é louco.

E é aquilo: ninguém nasce sabendo quem é e nem como lidar com tudo que rola não. É um eterno aprendizado, puxa, aperta, solta, corre, caminha.

Tem dias que a gente se sente a mulher maravilha da plenitude e tem dias que a gente se sente a mosca do cocô do cavalo do bandido. Nada legal. Mas fica tranquile, vai passar.

Mas vai passar SE você se permitir perceber o que está rolando. SE você deixar sentir. SE deixar fluir.  Acolher a emoção. Lembrar que somos humanos e vamos sentir raiva, inveja, ciume e mais um monte de sentimentos negativos. E tatu do bem.

É saber se ouvir e se respeitar.

Respeitar o seu limite.

Quando a gente se ouve, se permite, entende o que precisa e o que quer fazer parece que o mundo encaixa de uma maneira diferente e isso reflete na gente como um todo, sabia?

Na forma como você se comunica com outras pessoas, nas escolhas mais simples como qual vai ser o almoço e qual livro vai ler, na maneira como se veste (eu amo esse assunto e outro dia eu falo mais sobre isso).

É isso. Não tem fórmula mágica. Tem auto-observação, tem análise, tem terapia (pra quem pode né?), tem papo com os amigues. É exercício diário.

Mas pra essa sexta do ano de agosto, século de 2020, a dica é: seja gentil com seu processo. Cada um tem seu tempo. Cada um evolui de um jeito. E tatu do bem.

6 comentários em “QUEM É VOCÊ?

  1. Uau!!!
    Que texto para uma sexta-feira! E me fez perguntar para mim mesma: quem sou eu?
    Sou uma pessoa intensa, com uma mente que não descansa, mas que está começando a aprender a dar pausas, mesmo que pequenas.
    Amo a vida, amo gente, amo estar com gente!
    Sou uma pessoa que acredita que tudo pode dar certo mas que, ao mesmo tempo, temo sobre o que pode dar errado e sofro um tiquinho por tanta ansiedade.
    Sou uma pessoa que vibra muito pelas conquistas das pessoas, até mesmo de desconhecidos ( doida , né? Kk).
    Sou uma pessoa repleta de defeitos , mas também com muita vontade de vencer cada um deles.
    Sou, por vezes, uma escola de samba ( apelido de ganhei de uma amiga querida) , mas que com o tempo aprendi a fazer pequenos retiros interiores .
    Sou uma pessoa em evolução , sou humana!
    Obrigada, querida Mariana, me fez colocar para fora um pouquinho de mim. 💕

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ah Mari! Que delícia de texto! Que privilégio o nosso vc decidir compartilhar com a gente esse universo de ideias que fervilha aí dentro! Obrigada! Vc é pura inspiração!

    Curtir

  3. Eh muito “curiosa” a forma como nos relacionamos, as circunstâncias em que tudo se deu etc, mas tenho Ctz que de vc só posso esperar coisas boas! 🥰

    Parabéns pela forma espontânea, real e bela como vc escreve.

    Por vezes, me vejo, de certa forma nos seus textos.

    Mulheres, no fundo, têm mais em comum do que podem supor. RS

    Não pare nunca de escrever!

    Eh uma delícia ler os seus textos!

    Beijo grande!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: